quarta-feira, 31 de março de 2010

"****************A VIDA***************"

*
Quem recebeu de Deus a vida
Tem por obrigação defender
É dádiva e deve ser mantida
Ceifando vai se arrepender.
**
A vida que Deus nos deu
É mais do que podíamos esperar
Vamos agradecer, vós, tu e eu.
Com certeza, Ele vai gostar.
***
Para viver com decência
E nada de errado fazer
É só usar a benevolência
E bons princípios aprender.
****
Para viver com coragem
Aplicando prática e saber
Não adianta abordagem
Tem que saber, para vencer.
*****
Para viver com amor
E evitar de sofrer
Acredite no Senhor
Criador do alvorecer.
******
Para viver com humildade
E a todos os irmãos atender
Faça um pouco de caridade
Cuidado! Não vá se exceder.
*******
Para viver com respeito
Não é difícil acertar
Mesmo errando tem jeito
É só saber se desculpar.
********
Para viver com orgulho
Não há muito para fazer
Em vez de bom, seja entulho.
E muita decepção vai sofrer.
*********
Para viver sem medo
Temos que nos superar
A vida hoje é enredo
Não podemos vacilar.
**********
Para viver bem e melhor
Temos que nos resguardar
A vida é um dominó
Só vence quem acertar.

Poeta: Joaquim da Rocha.

TRIBUNAL DE CONTAS DOS MUNICIPIOS INVESTIGA ILEGALIDADES NO CARNAVAL 2009 REALIZADO PELA PREFEITURA DE CHAVAL/CE

O Tribunal de Contas do Estado do Ceará - TCM/CE, acatando a Provocação da 7º Inspetoria da Diretoria de Fiscalização do tribunal, instaurou um processo de Tomada de Contas Especial sob o nº 14.708/2009 contra a Prefeita de Chaval Janaline Pacheco com o objetivo de investigar ilegalidades no processo licitarório e nas despesas com o Carnaval 2009 realizado no municipio de Chaval/CE.

As investigações versam basicamente acerca da data de realização da licitação, a qual ocorreu em 20 de fevereiro de 2009 e a homologaçãoo, adjudicação e a realização do evento em 21 de fevereiro, ou seja, apenas um dia para se saber quem era o vencedor do certame e a montagem de toda a estrutura para a realização do Carnaval 2009.
Além do mais, o TCM/CE ainda questiona a ausencia de elementos essenciais do orçamento do projeto; falta de repetição do nome do advogado que deu o parecer favoravel ao processo de licitação, uma vez que apenas consta a assinatura do mesmo; ausencia de disposição acerca do Regime de Execução do projeto; divergencia entre o disposto na ata de julgamento da licitação. A corte questiona a ausencia de pesquisa de mercado, todavia, na referida ata consta que o preço está de acordo com a pesquisa de preços. O TCM/CE ainda aponta a ausencia de publicação do extrato do contrato.
Foi aberto prazo pelo Conselheiro Relator Dr. Arthur Silva para que a prefeita apresente suas justificativas acerca das irregularidades apontadas, o que já foi feito por ela. Nesse momento o processo encontra-se na Diretoria de Fiscalização - DIRFI do Tribunal de Contas para emissão de informação complementar. Deverá após ser remetido ao Ministério Público e à Auditoria do TCM/CE para ao final ser julgado pelos conselheiros da corte.

FONTE: BLOG DO JORGE UMBELINO.


"PIADA DO DIA NO BLOG DO POETA: Emprego para a familia do plural"



Um político, daqueles bem picaretas e caras de pau, sobe no palanque e começa o discurso:
- Meus cidadãos! Se eu for eleito, vou construir as escola!
Os eleitores ficam em silêncio, constrangidos com o mau português do candidato.
- Eu também vou construir as igreja, as creche. . .
O silêncio fica ainda mais constrangedor. Nessa hora, um assessor não agüenta mais, chama ele e sussurra no seu ouvido:
- Chefe. . . Emprega o plural que você ganha mais votos!
O político se empolga e responde:
- Deixa comigo!
E recomeça o discurso:
- Eu vou empregar o plural! . . . A mãe do plural, o pai do plural, toda a família do plural, porque eles merece!

Sabe que este político da piada é bem parecido com um analfabeto aqui da minha terrinha...kkkkkkkkkkkkkkkk.

"Serra: a estratégia do camaleão."

OS MOTIVOS de José Serra para não posicionar sua estratégia eleitoral em oposição frontal ao governo Lula encontram-se perfeitamente justificados, uma vez mais, pelos números da recente pesquisa Datafolha.

A PREMISSA só precisa de um único dado para se revestir de consistente fundamentação: apenas 4% dos brasileiros avaliam o governo de Lula como ruim ou péssimo. Dentro da margem de erro, quer dizer: “oposição zero”.

EM OUTROS termos: a realidade está impermeável ao gotejamento crítico. Só há dois tipos com disposição para uma briga dessas: os franco-atiradores e os suicidas compulsivos – nenhum deles combina com o figurino de Serra.

OUTRO DADO – secundário, mais volátil – serve à postura de neutralidade: entre os que aprovam o governo (“bom” e “ótimo”), é igual o percentual de eleitores que votam em Serra ou Dilma: 32% e 33%, respectivamente.

COMO, POR força de um processo de escolha que se dá por método de exclusão, o tucano já teria seu nome consolidado entre os eleitores à direita – o “voto liberal” – ele deverá, agora, buscar a conquista de novos espaços.

LOGO, SERÁ com propostas mais identificadas com a esquerda, de maior apelo social, que Serra tentará se postar como o “sucessor mais qualificado” para avançar a partir dos bons resultados obtidos até então.

RECEBERÃO atenção maior os temas de Saúde, onde o candidato já agregou grande credibilidade em sua ação pública, e Emprego, sempre uma boa causa – ainda mais para ele, sensível às prioridades do setor produtivo.

COMO UM camaleão, Serra tentará incorporar as expectativas de quem pretende continuidade nas políticas de centro-esquerda, oferecendo ao eleitor o aval de sua biografia, pública e pessoal.

VEM AÍ O menino pobre que venceu por méritos próprios. O líder estudantil exilado. O desenvolvimentista. O gestor brilhante. O político de atitudes ponderadas, recomendáveis para o exercício do cargo.

NÃO SERÁ, como gostariam os aliados do DEM e tucanos conservadores como Tasso Jereissati e Artur Virgílio, o opositor raivoso. A estratégia será “individualizada”, sustentada na trajetória do candidato.

O QUE AQUI se projeta não é um exercício de quiromancia, mas uma avaliação fundamentada tanto na sinalização das pesquisas quanto nos primeiros gestos públicos do candidato. Se terá êxito, logo saberemos.

SERRA: discurso de centro-esquerda.

Metáforas esportivas

JORNALISTA, Eliane Catanhêde aplicou metáfora boleira para definir as condições de disputa na sucessão presidencial, onde a conjuntura é francamente favorável a Dilma Rousseff, embora José Serra seja mais experiente: “o tucano pode até ser melhor, mas vai jogar na casa do adversário”.

MATÉRIA IDEALIZADA PELO JORNALISTA RICARDO ALCÂNTARA.

LÁ VAI O BESTA: As matérias postadas neste blog que não são produzidas pelo Administrador, são de inteira responsabilidade de seus idealizadores.



terça-feira, 30 de março de 2010

"PIADA DO DIA NO BLOG DO POETA, Casamento Frustrado."



Um homem casou com uma mulher que já havia conseguido, com sucesso, a anulação de dez casamentos anteriores. Na primeira noite descobre, espantado, que ela ainda é virgem.

- Mas, como é possível? – Perguntou ele.

- Calma – disse ela – Já explico:

Meu primeiro marido era bancário. Só entendia de fundos.

O segundo era poliglota. Só entendia de língua.

O terceiro era político. Só queria mamar.

O quarto era massagista. Só sabia usar as mãos.

O quinto era caçador. Só gostava de veados.

O sexto era médico. Só examinava.

O sétimo era juiz do interior. Não tinha vara.

O oitavo era coveiro aposentado. Não enterrava mais.

O nono era perfumista. Só gostava de cheirar.

O décimo era pintor. Vivia com a broxa na mão.

-É, minha filha – disse ele- Parece que você não deu sorte comigo também.

- Mas, por quê?

- Porque eu sou do P. . .

- E daí?

- Daí que quando eu estou por cima, não faço nada!

segunda-feira, 29 de março de 2010

“TRANSPORTE ESCOLAR PRECÁRIO EM CHAVAL”

O PROBLEMA DE CONDUZIR ESTUDANTES EM VEÍCULOS INAPROPRIADOS CONTINUA SENDO UMA TRISTE REALIDADE EM NOSSO MUNICÍPIO. VEJAM ESTAS FOTOS E TIREM SUAS CONCLUSÕES.
Os bancos são de madeira   //  Amarrados a caroceria  /  Duro de dar quebradeira  /   Por toda a ossaria.
O transporte escolar de Chaval é uma vergonha, continua sendo feito de forma irregular em camionetas caindo aos pedaços, com carroceria e bancos de madeira sem nenhum tipo de proteção, causando desconforto e insegurança aos passageiros. Falei com alguns estudantes adolescentes na faixa etária de 12 a 16 anos e todos reclamaram de dores e cansaço devido o desconforto do transporte. Ainda segundo eles, isto vem influenciando negativamente em seus rendimentos escolares. Alguns alunos ainda reclamaram da falta de habilidade e despreparo de alguns condutores que dirigem às vezes sem as devidas observâncias as leis de transito, um dos alunos chegou a dizer o seguinte: “SOMOS TRANSPORTADOS COMO ANIMAIS”. O que é mais grave, além dos carros em péssimas condições, alguns condutores nem habilitados são.

Dia 25 de março houve um acidente fatal envolvendo uma camioneta com alunos do distrito de Passagem do Vaz e uma motocicleta, procurei informações a respeito deste caso mais não obtive sucesso, populares apenas confirmaram que familiares da vítima não autorizam nenhuma divulgação sobre o trágico acidente que vitimou um motoqueiro. Tem bicho escondido nesta toca, quem sabe este condutor não é um deste sem habilitarão e estão querendo abafar o caso?

LÁ VAI O BESTA: Se o que vocês estão vendo estampado nestas fotos é transporte escolar decente, fiquem calados, agora se como eu, não concordam com este desrespeito, denunciem, ou ajudem os Vereadores de Oposição a fiscalizar o emprego do erário público. No inicio do ano de 2009, os gestores da educação desviaram quase R$150.000,00 na desculpa de reformar as escolas, este dinheiro dava para a Secretaria de Educação adquerir duas Vans novas. 

"*****POLÍTICO HONESTO*****"

O prefeito de uma cidade do interior fazia um discurso e dizia:

Meu povo! Nunca entraram nesses bolsos dinheiro dos cofres públicos ...

Um gaiato gritou no meio do povo.

Tá de calças novas prefeito?

"***O que o Ceará tem.***"



*
As belezas do Ceará
Estão por toda parte
Ver-se em todo lugar
Parecem obras de arte.
**
As riquezas do Ceará
Do litoral ao sertão
É impossível enumerar
Usem a imaginação.
***
As praias do Ceará
As mais lindas do mundo
Não preciso exagerar
Conheço todas a fundo.
****
O clima do Ceará
É quente o ano inteiro
Faz o turista gastar
Parte do seu dinheiro.
*****
O folclore do Ceará
Único e tradicional
Impossível de imitar
Sua forma especial.
******
A cultura do Ceará
É celeiro do Humor
Dando para exportar
Da alegria o sabor.
*******
A hospitalidade do Ceará
É de dar inveja aos sulistas
Não estou querendo inventar
Pode perguntar aos turistas.
********
A culinária do Ceará
Recheada de iguarias
É um verdadeiro manjar
As suas especiaria.
*********
O patrimônio do Ceará
É muito bem preservado
Fazemos questão de zelar
Por este nosso legado.
**********
O Povo do Ceará
É humilde e feliz
Podendo apreciar
Tudo que sempre quis.
Poeta: Joaquim da Rocha.

domingo, 28 de março de 2010

"PIADA DO DIA NO BLOG DO POETA "A REALIDADE DO NOSSO PAÍS!!!""

Enviado por anapaulagrando.

O filho fala para o pai:

- Pai, eu preciso fazer um trabalho para a escola, posso te fazer uma pergunta?

- Claro meu filho. Qual é a pergunta?

- O que é Política, pai?

- Bem, vou usar a nossa casa como exemplo. Sou eu quem traz dinheiro para casa, então sou o Capitalismo. Sua mãe administra (gasta!) o dinheiro, então ela é o Governo. Como nós cuidamos das suas necessidades, então você é o Povo. A empregada é a Classe trabalhadora, e seu irmão nenê é O Futuro. Entendeu, meu filho?

- Mais ou menos, pai. Vou pensar...

Naquela noite, acordado pelo choro do irmão nenê, o menino foi ver o que tinha de errado. Descobriu que o nenê tinha sujado a fralda e estava todo emporcalhado. Foi ao quarto dos pais e a sua mãe estava num sono muito pesado. Então, foi ao quarto da empregada e viu, através da fechadura, o pai na cama com a empregada. Como os dois nem percebiam as batidas que o menino dava na porta, ele voltou pro quarto e dormiu.

Na manhã seguinte, na hora do café, ele falou pro pai:

- Pai, agora acho que entendi o que é Política!

- Ótimo, filho! Então me explica nas suas palavras...

- Bom, pai, enquanto o Capitalismo fode a Classe Trabalhadora, o Governo dorme profundamente. O povo é totalmente ignorado e o Futuro está todo cagado!

" Marina e a estratégia "no marketing". "



DEPOIS DE meses com seu nome encabeçando a lista nacional de pessoas desaparecidas, a candidata à presidência Marina Silva surge em cena para anunciar um blefe como se fosse a “grande novidade” de sua campanha.

É PURO marketing a decisão divulgada de “não contratar” um profissional de marketing para sua assessoria – um artifício dos piores, pois pode comprometer a eficiência da campanha. É truque. E fajuto.

SABE-SE que a candidata é “verde”, mas, bem assessorada, poderia criar fatos mais relevantes – ela, que não tem produzido boas oportunidades para a exposição de sua imagem. É coisa de quem não tem o que dizer. E ela tem.

AS TAREFAS de um “marqueteiro” – termo ruim, mas de uso comum – não são opcionais: alguém terá que executá-las. Logo, a recusa em contratar um especialista não supera a necessidade de uma operação qualificada.

SUAS FUNÇÕES podem ser exercidas, sim, por uma equipe – coordenador de campanha, instituto de pesquisa, diretor de TV – quando há sintonia suficiente para atualizar os consensos estratégicos sem surtos “egóicos”.

OUTRA COISA, muito diferente, é tentar passar no eleitor a conversa de que a campanha “não tem marketing”, a candidata será apresentada “como ela é”, sem o cuidado de neutralizar suas fraquezas ou potencializar qualidades.

CANDIDATO algum se posta diante das câmeras como quem se deita no divã para a confissão sincera das suas contradições políticas e de suas próprias limitações. Em política – guerra sem armas – tal tarefa cabe aos opositores.

O FACTÓIDE tem a pretensão de colocá-la acima das contradições do processo em que está inserida numa tentativa tola de entorpecer o eleitor com um tipo messiânico de encantamento. A Marina real é bem melhor.

MARINA: o blefe do "no marketing".

Fato e versão

O FATO: o PT de São Paulo, maior núcleo regional do partido, onde estão algumas das suas principais lideranças, convidou Ciro Gomes para ser candidato ao governo daquele estado, que concentra 1/3 do PIB do país. A VERSÃO: em entrevista à TV Brasil, Ciro Gomes disse que “o PT está acostumado a tratar seus aliados como se fossem seus empregados” e reclamou por maior respeito a ele mesmo.

AINDA QUE tenha procedência geral, a crítica não se aplica ao seu caso: embora não alcance suas expectativas, a oferta de apoio a uma candidatura em São Paulo é um gesto largo. “Tratado como empregado”, ele não foi.

CLASSIFICOU, ainda, José Dirceu como “chantagista” por ter dito, em suas andanças pelo Ceará, que o PT poderia lançar candidato ao governo do estado, caso Ciro insistisse em manter sua candidatura presidencial.

O QUE DISSE José Dirceu representa um ato legítimo de pressão política. Tomar seu gesto como “chantagem” não é próprio de quem espera somente respeito. Mais que isso, exige obediência. Ciro perdeu a dimensão das coisas.

Isso aí é contra ou a favor?

HÁ UM TIPO de linha de defesa que conspira contra a própria causa Um bom exemplo são os argumentos que Tasso Jereissati sugere em entrevista à Isto É para construir o discurso de campanha para o candidato do seu partido:

1 – DEMONSTRAR que os tucanos (ao contrário dos petistas, se supõe) têm condições de “fazer um governo sem roubo e sem escândalos”. Difícil. Teriam que começar expurgando o DEM da coligação e, depois, explicar a privataria.

2 – DEFENDE UMA “política externa mais equilibrada”. Na conjuntura brasileira, recorrer ao tema como apelo eleitoral é quase uma confissão de impotência. Cuidado: ataques nesse front podem matar os eleitores de tédio.

3 – PREGA UMA “maior eficiência nos serviços de saúde”. O argumento tem a força de um coice de calango. Na era Lula, nada ocorreu relacionado ao tema que tenha atingido de maneira relevante a popularidade do governo.

PELO QUE há de eleitoralmente frágil nos argumentos usados, José Serra pode supor que Tasso queira trabalhar contra ele – de novo! No mínimo, manterá o senador cearense na conta de um formulador dispensável.

Da utilidade geral do uso de aspas.

PAUTA LIVRE declara irrestrito o direito de reprodução dos textos, no todo ou em parte, bem como de concordância com suas ideias. Lembra, contudo, que a citação da fonte não se constitui em ato ilícito, sendo o procedimento aceito como prática saudável pelo seu redator. (pautalivre@ricardoalcantara.com.br)

MATÉRIA IDEALIZADA PELO JORNALISTA RICARDO ALCÂNTARA.

LÁ VAI O BESTA: As matérias postadas neste blog que não são produzidas pelo Administrador, são de inteira responsabilidade de seus idealizadores.

sábado, 27 de março de 2010

“SITUAÇÃO DO ABATE DE ANIMAIS EM CHAVAL”

VEJAM ESTAS FOTOS ELAS FALAM POR SI SÓ. É ASSIM QUE FUNCIONA O ABATEDOURO PÚBLICO DE CHAVAL E O TRANSPORTE DA CARNE PARA CONSUMO HUMANO. SERÁ QUE FUNCIONA MESMO? COM A PALAVRA O DEPARTAMENTO ESTADUAL DE VIGILÂNCIA SANITÁRIO, POIS O DEPARTAMENTO MUNICIPAL NÃO FISCALIZA OU TALVEZ NEM EXISTA, PORQUE SE EXISTE É SÓ NO PAPEL. PEÇO DESCULPAS AOS NOSSOS LEITORES E VISITANTES, AS FOTOS NÃO FICARAM BOAS, FORAM TIRADAS AINDA ESTAVA ESCURO.
Muitos Urubus ao lado da carniça, foto tirado do lado esquerdo do matadouro.

Chegado do carro ao mercado público, transportando a carne vinda do Matadouro. A retirada da carne e feita sem nenum tipo de higiene.
LÁ VAI O BESTA: Cidadãos Chavalenses, se vocês acham que este é o procedimento correto para com os alimentos que compramos no mercado público e consumimos em nossas residências, fiquem calados e continuem levando doenças para contaminar vossas famílias, agora se não acharem correto é só procurar o departamento estadual de vigilância sanitário através da 16ª Célula Regional de Saúde de Camocim e com certeza as providencias serão tomadas. Abram o olho, a maioria das doenças vem junto com os alimentos que ingerimos.

sexta-feira, 26 de março de 2010

"MARAVILHAS DE CHAVAL, FOTOS DO PORTO DO MOSQUITO"

"A BELEZA AQUI É TANTA, QUEM VER SE ENCANTA"

LÁ VAI O BESTA: Estas duas fotos são um presente do administrador deste blog, para os Chavalenses que estão longe matarem a saudade de nossa terrinha e para aqueles não conhecem Chaval, convido-os a nos visitarem, não vão se arrepender.

"MARAVILHAS DE CHAVAL, FOTOS DO PORTO DO MOSQUITO"

LÁ VAI O BESTA: Estas duas fotos são um presente do administrador deste blog, para os Chavalenses que estão longe matarem a saudade de nossa terrinha e para aqueles não conhecem Chaval, convido-os a nos visitarem, não vão se arrepender.

"Serra: em campo na hora certa."



A PESQUISA Datafolha, divulgada no domingo, que aponta para um quase empate técnico entre a Dona Dilma e José Serra, deverá elevar a pressão arterial dos tucanos, embora a cena ensaiada vá sugerir tranqüilidade.

ALI, TODOS darão ultimato para que Serra se declare, desde já, candidato e muitos apontarão a sua demora em anunciar tal decisão como principal fator de sua queda nas pesquisas. Bobagem. Não foi bem assim.

HÁ UM MODO simples de verificar se a postura do governador paulista de adiar ao máximo o anúncio de sua decisão foi correta ou não: basta observar a questão colocando os fatos em retrospectiva.

IMAGINEM, então, oque teria acontecido se ele tivesse se lançado candidato no início do ano, como alguns tucanos queriam que fizesse? Só desastres:

1 – A OPOSIÇÃO teria conseguido vincular o mensalão dos seus aliados do DEM, em Brasília, à sua campanha, que logo seriam qualificados como “a turma do Serra”. Como ele estava quieto, pulou uma figueira daquelas.

2 – LANÇADO À presidência, as repercussões negativas dos alagamentos em São Paulo não ficariam circunscritas a revezes administrativos localizados, mas, ao contrário, serviriam como emblema negativo.

O ESTEREÓTIPO de politiqueiro carreirista seria jogado sobre ele como um manto maldito: “Vejam só, o estado debaixo d’água”, diriam, “e ele por aí, em campanha”. Conclusão? “Ah, esses políticos não se emendam!”

3 – AINDA AGORA, o prefeito da cidade, Gilberto Kassab, um de seus principais aliados, tem a legitimidade de sua eleição questionada na justiça. Como não é candidato ainda, o desgaste para Serra é real, mas bem menor.

VISTO ASSIM, pelo retrovisor, se vê que o candidato tucano fez muito bem em se preservar. Teria mais a perder do que a ganhar com um lançamento precipitado pela pressão dos fatos positivos produzidos pelos adversários.

SERRA TEM seu nome muito conhecido. Seu índice de rejeição é aceitável e, afinal, se mantém ainda na liderança das pesquisas. O momento de assumir a candidatura (deverá fazê-lo logo) coincide com o prazo previsto por ele.

LANÇADO antes, não seria com Dona Dilma que iria debater, mas com Lula, um imbatível campeão de popularidade. Agora, estendidos os prazos, vai poder decidir tendo uma medida mais segura de suas possibilidades .

TEM QUE ser frio para agir assim. Para o bem ou para o mal, o Serra é.

SERRA: Antes, teria sido pior.

Pesquisa: anotações à margem.

ALGUNS DADOS, aparentemente secundários, que me pareceram da maior relevância na última pesquisa Datafolha sobre a sucessão presidencial, divulgada no domingo:

1 – HÁ CERCA DE 14% de eleitores que se inclinam pelo voto em um candidato indicado por Lula e que ainda não o fizeram porque desconhecem a candidatura da Dona Dilma – na maior parte, são os ascendentes sociais da classe C. Logo, é grande, ainda, seu potencial de crescimento.
2 – A VANTAGEM de José Serra para Dona Dilma caiu de 22% para 14 pontos – 8 degraus de queda – no Sul, a região onde sua vantagem percentual era mais elevada. Para o tucano, é a pior notícia da pesquisa: precisará estar bem ali para compensar o lulismo avassalador do Nordeste.

3 – NA CONSULTA espontânea – que é onde se verifica um indício maior de consolidação na preferência do eleitor – 58% deles ainda se mostram sem percepção do processo eleitoral e menos ainda sobre o desenho político das candidaturas. Ou seja, ainda vai passar muita água por cima dessa ponte.

4 – A COISA FICOU ainda pior para Ciro Gomes. Com ele ou sem ele na disputa, o cenário do momento não muda. Torna-se quase irrelevante para os propósitos do campo governista. Polarizou geral? No momento, sim, mas lembre-se: 58% de eleitores que ainda nem pensam em eleições.

MATÉRIA IDEALIZADA PELO JORNALISTA RICARDO ALCÂNTARA.

LÁ VAI O BESTA: As matérias postadas neste blog que não são produzidas pelo Administrador, são de inteira responsabilidade de seus idealizadores.

quinta-feira, 25 de março de 2010

"***********A Tristeza***********"


*
Quando perdi meu amor
A tristeza me invadiu
Senti uma forte dor
Que meu coração partiu.
**
Tudo ficou diferente
E minha vida mudou
O meu coração doente
De tristeza quase parou.
***
Até o vaso de flor
Sentiu sua ausência
De tristeza deixou
De exalar sua essência.
****
Estou perdendo a coragem
É enorme sua falta
Se aumentar a dosagem
Esta tristeza me mata.
*****
Na hora da refeição
Ponho dois pratos na mesa
Engano meu coração
Esperando uma surpresa.
******
Olho nosso Jardim
O que vejo me espanta
Até o pé de jasmim
De tristeza desencanta.
*******
A Nossa cama vazia
E os lençóis arrumados
Nem parece que um dia
Dormiram dois namorados.
********
Não tenho vontade de sair
Fico triste meditando
Chega à hora de dormir
Mas continuo esperando.
*********
Nosso Gato de estimação
Não quer se alimentar
Sofre com a desilusão
A tristeza vai lhe matar.
**********
Até nossos amigos
Afastaram-se de mim
De triste estou perdido
E com medo do meu fim.

Poeta: Joaquim da Rocha.

"O limite da responsabilidade"



A INUNDAÇÃO de motocicletas nas cidades do interior é mais um entre os muitos fenômenos recentes de massificação de tecnologia que desafiam a capacidade de fiscalização e controle do poder público.

A NORMA vigente em todo o país impõe porte de habilitação, uso de capacete e ocupação máxima de duas pessoas. É isso aí ou apreensão do veículo. Mas, no interior, fez-se morta, a lei, pois o desacato é generalizado.

LOGO, NÃO resta outra alternativa, senão reprimir o mal uso do transporte e, mais, em medida suficiente para gerar mudança de conduta, pois o que está em jogo aí é algo sério: a preservação de vidas humanas.

HÁ NOTÍCIAS de candidatos que, em campanha pelo interior, exigem a omissão do poder público na fiscalização, fazendo coro com os que reagem à apreensão dos veículos pelos órgãos competentes.

DE CASO pensando, denunciam como abuso de autoridade o cumprimento de um dever básico, acusando o governo de “arrogante”, que “humilha o homem simples do sertão”, negando a ele “o direito sagrado de ir e vir”. Puf!

POR QUE se deveria aceitar que ao “homem simples do sertão” seja dado o direito de matar? Conduzir uma criança de oito anos, sem capacete, na garupa de uma moto é uma conduta criminosa. Ponto.

AFINAL, O que acabam por defender é que o poder público faça vistas grossas diante de situações de risco com a promessa subliminar de, se eleitos, afrouxar o controle. Pega mal, essa aliança tática com a ilegalidade.

HÁ HIPOCRISIA em excesso nessa postura porque os que exigem hoje que o governo se omita em suas responsabilidades certamente irão, mais adiante, cobrá-lo pelo agravamento das estatísticas, caso acate suas temerárias exigências. É palanque improvisado sobre poças de sangue.

Crenças, discursos, imagem e estratégia

QUANDO FALA em crescimento da economia e garantia de emprego, Dilma Rousseff fala para a massa. Quando acena com uma “presença mais forte do estado na economia”, conversa com gente da universidade.

O DISCURSO do “estado produtor” fortalece a (pouca) identidade da candidata com o partido e mobiliza a militância. É conversa para o público interno ao custo calculado de algum desgaste com eleitores de centro.

A EQUAÇÃO “mais estado, menos mercado” diz pouco ao sentimento popular. Essa gente quer fazer três refeições por dia ir para a cama sabendo que no dia seguinte vai deixar o menino na escola e sair para o trabalho.

DÊEM-LHES isto – teto, pão e uma vizinhança pacata – e será preciso nascer duas gerações até que se queira sonhar com outros horizontes. Não torça o nariz: o raciocínio se apóia sobre as lições da história.

APESAR DOS ruídoscausados, a confessada fé no Estado já produziu um resultado positivo para a imagem da candidata, que se esforça em parecer (creio que é) pessoa de idéias próprias e não mera sombra do seu patrono.

MAS, PELA performance dela no encontro do PT, deu para ver que Duda Mendonça vai trabalhar duro em 2010: a mulher é dura! Não esconde o temperamento agressivo e o “texto” ainda não comove a arquibancada.

DILMA: Lula indicou, o PT disse amém.

Neovivandeirismo light

QUANDO O ex-presidente Fernando Henrique insiste em enquadrar Dilma Rousseff como esquerdista, o que pretende: levar os empresários à porta da embaixada norte-americana ou as donas-de-casa à guarita dos quartéis?

FHC DEVERIA mudar a prosa, antes que uma pergunta tola como essa seja feita com mais freqüência e os eleitores passem a acreditar que José Serra, seu candidato, tem, ao contrário, todas as qualidades de um bom direitista.

MATÉRIA IDEALIZADA PELO JORNALISTA RICARDO ALCÂNTARA.

LÁ VAI O BESTA: As matérias postadas neste blog que não são produzidas pelo Administrador, são de inteira responsabilidade de seus idealizadores.

"O QUE UMA ESCRITORA HOLANDESA FALOU DO BRASIL"







LEIA COM BASTANTE ATENÇÃO

Os brasileiros acham que o mundo todo presta, menos o Brasil, realmente parece que é um vício falar mal do Brasil. Todo lugar tem seus pontos positivos e negativos, mas no exterior eles maximizam os positivos, enquanto no Brasil se maximizam os negativos. Aqui na Holanda, os resultados das eleições demoram horrores porque não há nada automatizado.

Só existe uma companhia telefônica e pasmem!: Se você ligar reclamando do serviço, corre o risco de ter seu telefone temporariamente desconectado.

Nos Estados Unidos e na Europa, ninguém tem o hábito de enrolar o

sanduíche em um guardanapo - ou de lavar as mãos antes de comer. Nas padarias, feiras e açougues europeus, os atendentes recebem o dinheiro e com mesma mão suja entregam o pão ou a carne.

Em Londres, existe um lugar famosíssimo que vende batatas fritas

enroladas em folhas de jornal - e tem fila na porta.

Na Europa, não-fumante é minoria. Se pedir mesa de não-fumante, o garçom ri na sua cara, porque não existe. Fumam até em elevador.

Em Paris, os garçons são conhecidos por seu mau humor e grosseria e

qualquer garçom de botequim no Brasil podia ir pra lá dar aulas de 'Como conquistar o Cliente'.

Você sabe como as grandes potências fazem para destruir um povo? Impõem suas crenças e cultura. Se você parar para observar, em todo filme dos EUA a bandeira nacional aparece, e geralmente na hora em que estamos emotivos..

Vocês têm uma língua que, apesar de não se parecer quase nada com a língua portuguesa, é chamada de língua portuguesa, enquanto que as empresas de software a chamam de português brasileiro, porque não conseguem se comunicar com os seus usuários brasileiros através da língua Portuguesa.

Os brasileiros são vitimas de vários crimes contra a pátria, crenças, cultura, língua, etc... Os brasileiros mais esclarecidos sabem que temos muitas razões para resgatar suas raízes culturais.

Os dados são da Antropos Consulting:

1. O Brasil é o país que tem tido maior sucesso no combate à AIDS e de outras doenças sexualmente transmissíveis, e vem sendo exemplo mundial.

2. O Brasil é o único país do hemisfério sul que está participando do Projeto Genoma.

3. Numa pesquisa envolvendo 50 cidades de diversos países, a cidade do Rio de Janeiro foi considerada a mais solidária.

4. Nas eleições de 2000, o sistema do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) estava informatizado em todas as regiões do Brasil, com resultados em menos de 24 horas depois do início das apurações. O modelo chamou a atenção de uma das maiores potências mundiais: os Estados Unidos, onde a apuração dos votos teve que ser refeita várias vezes, atrasando o resultado e colocando em xeque a credibilidade do processo.

5.. Mesmo sendo um país em desenvolvimento, os internautas brasileiros representam uma fatia de 40% do mercado na América Latina.

6. No Brasil, há 14 fábricas de veículos instaladas e outras 4 se instalando, enquanto alguns países vizinhos não possuem nenhuma.

7. Das crianças e adolescentes entre 7 a 14 anos, 97,3% estão estudando.

8. O mercado de telefones celulares do Brasil é o segundo do mundo, com 650 mil novas habilitações a cada mês.

Na telefonia fixa, o país ocupa a quinta posição em número de linhas instaladas.

10. Das empresas brasileiras, 6.890 possuem certificado de qualidade ISO-9000, maior número entre os países em desenvolvimento. No México, são apenas 300 empresas e 265 na Argentina.

11. O Brasil é o segundo maior mercado de jatos e helicópteros executivos.

Por que vocês têm esse vício de só falar mal do Brasil?

1. Por que não se orgulham em dizer que o mercado editorial de livros é maior do que o da Itália, com mais de 50 mil títulos novos a cada ano?

2. Que têm o mais moderno sistema bancário do planeta?

3. Que suas agências de publicidade ganham os melhores e maiores prêmios mundiais?

4. Por que não falam que são o país mais empreendedor do mundo e que mais de 70% dos brasileiros, pobres e ricos, dedicam considerável parte de seu tempo em trabalhos voluntários?

5. Por que não dizem que são hoje a terceira maior democracia do mundo?

6. Que apesar de todas as mazelas, o Congresso está punindo seus próprios membros, o que raramente ocorre em outros países ditos civilizados?

7. Por que não se lembram que o povo brasileiro é um povo hospitaleiro, que se esforça para falar a língua dos turistas, gesticula e não mede esforços para atendê-los bem?

Por que não se orgulham de ser um povo que faz piada da própria desgraça e que enfrenta os desgostos sambando.

É! O Brasil é um país abençoado de fato.Bendito este povo, que possui a magia de unir todas as raças, de todos os credos.

Bendito este povo, que sabe entender todos os sotaques.

Bendito este povo, que oferece todos os tipos de climas para contentar toda gente.

Bendita seja, querida pátria chamada Brasil!!

Divulgue esta mensagem para o máximo de pessoas que você puder. Com essa atitude, talvez não consigamos mudar o modo de pensar de cada brasileiro, mas ao ler estas palavras irá, pelo menos, por alguns momentos, refletir e se orgulhar de ser BRASILEIRO!!

"Ele está de olho na boutique dela"




HOUVE UM tempo, e não faz tanto tempo assim, em que o cargo maldito na direção do PT era o de tesoureiro. Ao seu ocupante cabia a árdua tarefa – missão impossível, em alguns casos – de produzir receita a partir do nada.

E, ASSIM, LÁ ia o tesoureiro petista, pessoalmente, controlar a venda de chaveiros e camisetas, cobrar ingressos de adesão a jantares e passar a sacola na esquina vermelha – avenidas da Universidade com 13 de Maio.

HOJE, AO QUE parece, é a função mais cobiçada, mesmo após os escândalos que mancharam a imagem do cargo, a julgar pela reação do deputado José Airton, que reivindica o cargo para o seu grupo. Não recua. Alega acordos.

O PETISTA, que já esteve bem próximo de uma botija mais suculenta, a receita do governo estadual, rejeitou até, em favor da tesouraria, a indicação para o cargo mais importante da direção – a secretaria geral.

É, NO MÍNIMO, estranho que alguém se julgue prejudicado quando negocia o cargo de tesoureiro e recebe, quase um bônus, a oferta de outra função com atribuições que lhe garantiriam, pelo menos em tese, maior força política.

A PREFEITA se recusa em atendê-lo. Referência maior do partido na captação de recursos para a campanha, Luizianne pretende manter controle sobre quanto entra, vindo de onde, de quem e – claro – para onde sai.

HOUVE UM tempo, e não faz tanto tempo assim, em que todo dia se podia ler nas páginas de jornais o espetáculo democrático dos companheiros do PT em disputa por suas idéias. Hoje, brigam pelo controle do dinheiro.

AIRTON: Olho gordo no caixa do partido.

Vice de Serra: Tasso se manifesta.

NA EDIÇÃO anterior, Pauta Livre levantou a hipótese de que o senador Tasso Jereissati possa vir a compor a chapa presidencial de José Serra como um vice que agregaria ao candidato maior força no Nordeste, onde são menores seus índices de intenções de voto.

DIA SEGUINTE, o senador deu entrevista sobre o assunto ao blogueiro Eliomar de Lima. Apesar de se dizer aberto à possibilidade, mostrou-se atento às indefinições e jogou a discussão para a frente.

ELE SABE que, em política, tudo o seu momento e o momento de definir os vices não chegou. Deve saber, ainda, que não terá seu nome cogitado, caso Ciro Gomes se mantenha na disputa – o Ceará não tem voto para distribuir com tanta gente.

O alter ego da república

“PROBLEMAS com direitos humanos existem em todo lugar” – foi assim, com indiferença, que o pensador Marco Aurélio Garcia – espécie de “alter ego” de Lula – justificou a morte de um preso político cubano em greve de fome.

O ARGUMENTO foi esgrimado como tentativa de explicar o incondicional apoio do governo brasileiro ao regime de Fidel Castro quando o presidente Lula esteve em visita a Cuba.

O GURU DO cara fica, então devendo dois esclarecimentos. O primeiro é: por que o governo agiu em direção oposta contra os golpistas de Honduras, transformando a embaixada brasileira em bunker do presidente deposto?

E, AINDA, se problemas como aquele “existem em todo lugar”, deveria, então, apontar em que lugar do nosso próprio país a livre expressão de idéias está sendo tratada como crime de opinião. Não está.

ENQUANTO amigos de Marco Aurélio confidenciam suas inclinações bolivarianas – ou seja, flerta com a repressão ao direito de expressão – seus inimigos denunciam coisa pior: ligações com as FARCs da Colômbia.NADA DISSO seria mais que folclórico, se não dissesse respeito ao perfil de um auxiliar direto da presidência de um país democrático. Marco Aurélio está indicado para a coordenação da campanha da Dona Dilma.

MATÉRIA IDEALIZADA PELO JORNALISTA RICARDO ALCÂNTARA.

LÁ VAI O BESTA: As matérias postadas neste blog que não são produzidas pelo Administrador, são de inteira responsabilidade de seus idealizadores.

"Barraco Iracema"



SOU LEVADO a crer que o governador do estado não tem ainda uma medida correta da autoridade própria ao lugar que ocupa – que não apenas cobre de prerrogativas seu titular, mas lhe impõe, ainda, limites de conduta.

CID GOMES apequena a governança quando se expõe a receber em caráter formal, com direito a exibição midiática, um abaixo-assinado como aquele, de “milhares” de moradores do Serviluz, em favor do “seu” estaleiro.

APEQUENA não apenas porque o projeto teria repercussões que transcendem os interesses da comunidade local, já que ela também deve ser ouvida, mas porque o “abaixo assinado” contém grosseiras evidências de fraude.

DEVO PENSAR que a assessoria do governador é incompetente o bastante para permitir que ele se exponha daquele modo, sorridente diante das câmeras, tendo às mãos um documento de falsidade notória? Puf!

TUDO LEVA a crer que a escassez de oposição e o excesso de eufemismos na imprensa não estão fazendo nada bem à formação pública do jovem governador. Aquilo lá foi pândego, sujeito. Um barraco! Lam-ban-ça.

CID: o Palácio Iracema virou barraco?

O tamanho da oposição

A CANDIDATURA do prefeito Roberto Pessoa ao governo do estado coleciona problemas. Ali, se não falta tudo, falta quase tudo (há, pelo menos, na candidatura, um gesto que ressalta a virtude da ousadia). Observe:

1 – TEMPO DE televisão, a coligação nanica PR-PPS não lhe oferece. Não há registro, em trinta anos de eleições livres no país, de candidato que tenha sido vitorioso para cargo executivo com tão limitado espaço de propaganda.

2 – O PPS, PARTIDO coligado, tem compromisso com o candidato José Serra, enquanto o seu PR fechou posição em favor de Dilma Rousseff. Ambos só têm a perder, caso se omitam, por conveniência local, sobre a disputa nacional.

3 – O PREFEITO vai iniciar sua campanha devendo explicações: quantos eleitores de Maracanaú teriam votado nele para prefeito, caso soubessem que renunciaria às suas obrigações com ainda ¾ do mandato a cumprir?

4 – MOSTRA-SE desinteressado em construir um discurso consistente de oposição. Omite-se diante de temas relevantes em debate no âmbito da ação do governo estadual. Oposição sem posição é uma contradição em termos.

ESSE QUADRO, desalentador, leva alguns a duvidar do caráter espontâneo de apelos públicos para que o prefeito permaneça no cargo, vendo aí um factóide estimulado pelo próprio candidato. Desistência à vista? A ver.

O convite, sim. O cargo, não.

O SENADOR Tasso Jereissati saiu daqui falando uma coisa e voltou do encontro de Minas Gerais dizendo outra: não está mais “à disposição do partido” para ocupar a vice na chapa do presidenciável José Serra.
NÃO É BEM assim. Em primeiro lugar, ele não foi convidado. Houve, ainda, fortes reações ao seu nome no comando do DEM, aliado dos tucanos – e, nos dias de hoje, pouca coisa pode ser mais vexatória do que um veto do DEM.

DE SOBRA, o próprio Serra andou se queixando das cobranças que recebeu do senador cearense. A verdade é que os dois não se toleram. E vice-versa. Talvez Tasso não deseje mesmo o cargo. Mas gostaria de ter sido convidado.

MATÉRIA IDEALIZADA PELO JORNALISTA RICARDO ALCÂNTARA.

LÁ VAI O BESTA: As matérias postadas neste blog que não são produzidas pelo Administrador, são de inteira responsabilidade de seus idealizadores.

quarta-feira, 24 de março de 2010

"Eunício: senador de proveta?"





PARA ENTENDER o caso: é compromisso de Cid Gomes apoiar Eunício para o senado. Há duas vagas em disputa. Pelas pesquisas, Tasso se reelegeria e o PT é favorito para ocupar a outra. A garantia de Eunício: Um recuo do PT.

POIS O PMDB deu aos petistas cearenses um recado do governador: a eles será oferecida somente uma vaga – vice ou senado – na chapa majoritária da coligação governista para 2010. As duas, nem pensar.

SE FOR DADO aos petistas o direito de optar, o problema de Eunício Oliveira não estará resolvido, pois a escolha recairia sobre a indicação do ministro da Previdência, José Pimentel, para disputar uma das vagas ao senado.

POR QUE O PT faria tal escolha? Simples. Porque é a opção que atende a uma das prioridades da estratégia nacional do partido: eleger uma bancada forte na Câmara Alta, enquanto a vaga de vice só alimenta ambições locais.

SE O PMDB quiser fazer já uma opção e de baixo risco, indique Eunício à vaga hoje ocupada por Francisco Pinheiro – o vice que, pelo trailer, não será tão abençoado assim pelos bons serviços prestados ao clã.

FICARIA LÁ, hibernando à sombra de um cargo destituído de visibilidade e orçamento, aguardando a oportunidade de governar o estado por oito meses, quando Cid Gomes renunciaria, em abril de 2014, para disputar o senado.SE PERSISTIR o impasse, a decisão será tomada no terceiro andar do Palácio do Planalto. Por aqui, ninguém tem força para gerar fato consumado sobre o assunto. Afora isso, o mais é notícia plantada e conversinha de corredor.

EUNÍCIO: à espera de um sinal do alto.

Roberto Pessoa: candidatura por um fio.

UM DAQUELES episódios que, ao fim, nunca se saberá o que de fato se passou acontece agora em Maracanaú com o desejo do prefeito, Roberto Pessoa, de renunciar a ¾ do seu mandato por uma candidatura ao governo.

O VEREADOR Raimundo Travasso criou um movimento – “Fica, Roberto” – para constranger o prefeito a permanecer no cargo, acusando como “golpe” a renúncia de quem se elegeu, há catorze meses, com 88% dos votos válidos.

ENQUANTO OS opositores do prefeito insuflam a versão de que parte dele mesmo a iniciativa do “movimento”, ato preparatório para uma desistência mais confortável à disputa, gente muito próxima a ele diz o contrário.

A TURMA DO Roberto espalha que o vereador Travasso, que é do PMDB, estaria agindo como um agente “travesso” do presidente do seu partido, o deputado Eunício Oliveira, a serviço de Cid Gomes, governador e candidato.

FACTÓIDE OU não, o fato é que há pouca confiança, no âmbito dos que pretendem se articular como oposição ao governo, sobre a decisão de Roberto Pessoa de se manter na disputa.

PREVALECE O que tem sido dito em Pauta Livre – tal candidatura sempre esteve apoiada sobre uma premissa frágil: a adesão do PSDB de Tasso Jereissati a um projeto alternativo à hegemonia do governo Cid Gomes.

SEM APOIO dos tucanos, fato consumado, a candidatura é inviável – uma evidência que retira do prefeito motivação e argumento para renunciar a um mandato para o qual foi eleito com 88% dos votos e apenas se inicia.

PSOL do B

“OS RECURSOS financeiros decidem cada vez mais o sucesso das campanhas eleitorais e os apoios não são obtidos pelo valor de suas idéias, mas pelos benefícios financeiros que o candidato é capaz de distribuir”.ESSE NÃO É mais um desabafo “histérico” da dissidente Heloísa Helena, que se afastou do petismo quando o partido deu as costas ao que pregou por mais de vinte anos e decidiu curvar-se ao mais deslavado pragmatismo fisiológico.SÃO, AGORA, palavras do Secretário geral do próprio PT, José Eduardo Cardozo, justificando sua desistência de lutar por novo mandato para a Câmara Federal. Não usou os argumentos como uma autocrítica. Deveria

MATÉRIA IDEALIZADA PELO JORNALISTA RICARDO ALCÂNTARA.

LÁ VAI O BESTA: As matérias postadas neste blog que não são produzidas pelo Administrador, são de inteira responsabilidade de seus idealizadores.




QUERO AMÁ-LA OU MELHOR QUERO AMAR-TE....

Olhaí.....
Amar é....... O marido, ao chegar em casa no final da noite diz à mulher que já estava deitada : - Querida, eu quero amá-la.
A mulher, que estava dormindo, com a voz embolada, responde: - A mala... ah não sei onde está,não! Use a mochila que está no maleiro do quarto de visitas.
Não é isso querida, hoje vou amar-te.
- Por mim, você pode ir até Júpiter, até Saturno e até à puta que o pariu, desde que me deixe dormir em paz...





"Marcos, afasta de ti esse Cals."

PARTIU DO próprio gabinete do senador Tasso Jereissati a notícia de que “o PSDB cearense” – isto é, o próprio senador – pressionará Marcos Cals para que aceite disputar o governo do estado.

COMO CALS é secretário de Justiça do atual governo, a notícia reforça a impressão de que o partido pretende lançar uma candidatura que não crie problemas para o governador – com cara, cheiro e cor de “laranja”.

AINDA QUE tenha outros motivos para recusar o convite, é na mesma linha que Marcos Cals resiste às pressões, Usa a proteção de um argumento ético: como explicar a decisão de enfrentar o governo ao qual serviu desde o início?

DE FATO, A sugestão de lançar um leal servidor do atual governo como candidato já é suficiente para revelar a disposição do partido em evitar a possibilidade de uma disputa de fato, preservando Cid Gomes de surpresas.

A LEITURA sugere uma contrapartida: o governo, por seu turno, não criaria dificuldades para a reeleição de Tasso ao senado, o que, dada a popularidade do candidato, já seria um fator de consolidação para sua vitória.

ALÉM DE acomodar antigos aliados, o acordo criaria, ainda, enormes dificuldades para uma candidatura de oposição, negando a ela a força necessária para formar uma coligação em condições de disputa.

COMO SE pode ver, a “faca de dois Gomes”, hábil no exercício de fatiar apoios e distribuir acessos, continua afiada. Eles sabem que tucano cearense é bicho de cativeiro: nasceu com o poder e não saberia sobreviver fora dele. QUEM FICAR esperando por outro tipo de posicionamento do PSDB talvez tenha que dar mais uma voltinha na praça.

CALS: ele tem cara de laranja?

MATÉRIA IDEALIZADA PELO JORNALISTA RICARDO ALCÂNTARA.

LÁ VAI O BESTA: As matérias postadas neste blog que não são produzidas pelo Administrador, são de inteira responsabilidade de seus idealizadores.

"Tasso, vice do Serra?"

DISPUTAR O governo, dizem, nem aceita discutir o assunto. A candidatura ao senado, aceita, mas não o empolga. Mas há um projeto que poderia, talvez, fazer Tasso Jereissati recuperar a paixão antiga pelos palanques.

QUE OUTRO nome melhor poderia ter José Serra para compor sua chapa presidencial? O senador cearense é, em seu partido, a liderança de maior expressão no Nordeste, região estratégica na próxima eleição.

AFINAL, AQUI está a diferença proporcional de apoio ao governo Lula que pode desequilibrar a disputa em favor de sua candidata. Aqui, a região da qual há quem diga até que o candidato tucano é inimigo de seus interesses.

EM NENHUMA outra região do país a indicação de um vice entre os seus poderia agregar à imagem e ao potencial competitivo de Serra a mesma força que agregaria um nome nordestino. Qual, então, senão Tasso?

A PREMISSA que orienta a hipótese de que Tasso poderia vir a ser o candidato a vice na chapa de Serra é a recusa do governador mineiro Aécio Neves em cumprir o papel – o que parece mesmo, de fato, já descartado.

E A CONDIÇÃO para que o projeto prospere seria a desistência de Ciro Gomes em disputar a presidência, abrindo espaços para que o senador tucano busque oferecer a seu partido uma expressiva votação no estado.

O PROJETO forçaria uma mudança radical na relação do PSDB cearense com o governo Cid Gomes, aliado de Lula. O vetor da sucessão presidencial prevaleceria sobre outros interesses, secundarizados pela nova perspectiva.

COM SEU NOME inscrito na chapa presidencial, seria questão de honra para Tasso atingir bons níveis de desempenho eleitoral no seu estado. Os tucanos buscariam formar uma composição de peso para a disputa majoritária.

PELO MENOS um nome já poderia estar disponível para ocupar uma das vagas em disputa por cargos majoritários perante o eleitor cearense: o ex-governador Lúcio Alcântara voltaria ao ninho agora na condição de aliado.

EMBORA SEJA prematura, não descarte a possibilidade: é boa o suficiente para prosperar. Mas, como foi dito, para que aconteça, será preciso que José Serra confirme sua candidatura e Ciro Gomes desista da disputa. A ver.

Ciro: um deserto pela frente.

TEM RAZÃO o deputado Ciro Gomes, quando afirma que a polarização eleitoral entre José Serra e Dilma Rousseff empobrece o debate político, reduzindo-o a uma lógica plebiscitária pueril, equivocada.

MAS O REALISMO político expressado pela prefeita Luizianne Lins – a

eleição não será, “já está polarizada” – logo prevalecerá como premissa para as decisões que serão tomadas pelas lideranças políticas por todo o país.

ASSIM, TENDE a um isolamento crescente, a postulação de Ciro Gomes, caso ele a mantenha, somando-se às resistências de quem a ele já se opõe – petistas e tucanos – a infidelidade de alguns dentro do seu próprio partido.

O MODO COMO Ciro irá conviver com as tensões desse quadro – ele, que até aqui tem se preservado sob uma postura de surpreendente serenidade – será decisivo para agregar valor e retocar traços de sua imagem.

ESTE ASPECTO, ele deve levar em conta para que possa, mais adiante, se a conjuntura eleitoral permitir, influir no resultado definitivo de um segundo turno mais que provável, caso se mantenham na disputa Marina Silva e ele.

ISSO PORQUE, se o momento indica uma fase de retração nas intenções de voto, poderá reverter em alguma medida, caso o desempenho da Dona Dilma (a mulher é dura!) estabeleça limites de adesão ao seu nome. É possível.

EM RESUMO, caso Ciro Gomes decida mesmo permanecer no páreo, contra tudo e quase todos, que se decida, também, a agir com o equilíbrio que se espera de quem se expõe a atravessar esse deserto de adversidades.

O DEPUTADO poderia, então, mirar-se no exemplo de uma desafeta sua e ver com que gestos e palavras Luizianne Lins reagiu aos que tentaram impedi-la de chegar à prefeitura de Fortaleza.

A VITÓRIA nasce dentro da cabeça, pessoa.

CIRO: mire-se no exemplo daquela mulher

Sem encher lingüiça

EM EDIÇÃO anterior, dissemos – é o que todo dia se observa – que a justiça no Brasil é como lingüiça: quando se descobre como é feita, não se consegue mais engolir.

O COMENTÁRIO foi por conta da decisão do Desembargador Ernani Barreira de conceder liminar suspendendo os efeitos da lei (projeto de João Alfredo) que reserva as dunas do Cocó como área de preservação ambiental.NAQUELE comentário, afirmamos ainda que a prefeitura de Fortaleza estava “fazendo corpo mole”. Não está mais. A procuradoria-geral do município, enfim, reagiu, apresentando recurso em defesa da lei. E do decoro, diga-se.

MATÉRIA IDEALIZADA PELO JORNALISTA RICARDO ALCÂNTARA.

LÁ VAI O BESTA: As matérias postadas neste blog que não são produzidas pelo Administrador, são de inteira responsabilidade de seus idealizadores.