quarta-feira, 28 de abril de 2010

"ANIVERSÁRIO DE 56 ANOS DO RADIALISTA AGOSTINHO ALCÂNTARA - 02.05.2010"

Ano de 2010, resolvi usar outro estilo de cordel, o que na linguagem técnica nos chamamos de sextilhas, nem todo mundo gosta deste tipo, mais no meio cordelista é o mais apreciado, eu por exemplo, não sou especialista nesta área, mais gosto muito.  PARABENS CARO AMIGO, LEVE MEU ABRAÇO FRATERNAL A TODA A SUA FAMILIA E AMIGOS, QUE DEUS CONTINUE LHE PROTEGENDO DOS PITBULL'S DESTA VIDA . 

Primeira parte.

Neste grandioso dia,
Como em passe de magia,
Nasceu Agostinho Alcântara.
Empresário e radialista notável
Digno trabalhador incansável
O que não nos espanta.
Já que herdou de seus Pais,
Empreendedorismo, dinamismo e mais,
Só foi colocar em prática
Esta formula de sucesso
Que esta livre de retrocesso
Por não ser formula emblemática.

Segunda Parte.

Parabéns, Pai de família dedicado.
Zeloso, amigo e abnegado,
Que por amor a seus rebentos,
Trabalha o dia inteiro
Para que não falte o dinheiro
Importante a seus sustentos.

Parabéns, radialista rouco.
Seu programa é um papouco
E a todos nós discerne,
Principalmente na hora
Que está jogando para fora
Malfeitos de alguns vermes.

Parabéns, amigo leal.
Que as terças e quintas
Faz um trabalho exemplar,
O que, por conseguinte.
Todos os seus ouvintes
Resolveram lhe homenagear.

Parabéns, pelos os cinqüenta e seis.
Vamos pedir aos Santos e Reis
Que tenha saúde e paz
Para continuar nesta luta
Contra esta patota astuta
Que não sabe o que faz.

Poeta: Joaquim da Rocha – Chaval – Ceará.

"ANIVERSÁRIO DE 55 ANOS DO RADIALISTA AGOSTINHO ALCÂNTARA - 02.05.2009."

Ano de 2009, mais um cordel, não ficou tão bom como o do ano pasado, mais o impoirtante neste caso e saber que a pessoa que está recebendo, vai ser impulsionado a continuar fazendo o que faz e cada vez melhor, afinal este cidadão paga para trabalhar, sua única recompensa e o reconhecimento público.
***01***
Feliz Aniversário amigo
Não vou lhe mandar presente
Mais pedi ao Onipotente
Para sempre está contigo.
***02***
Mais um ano se passou
Traduzido em experiência
Aceite como indulgência
De Cristo Nosso Senhor.
***03***
Que a alegria e a felicidade
Continue em seu coração
Dando, cada dia impulsão.
Nesta sua vitalidade.
***04***
Que Deus lhe dê sabedoria
Em toda sua trajetória
E lugar em nossa historia
Como em passe de magia.
***05***
Que neste dia de primícias
O nosso Deus do além
Proteja você também
Dos desencontros e Malicias.
***06***
Que ao saborear as delicias
Neste dia especial
Não se esqueça afinal
O seu senso de justiça.
***07***
Que este trabalho genial
Na emissora e empresas
Continue com a nobreza
Do seu “ser” especial.
***08***
Continue de alma pura
Neste trabalho competente
Pois tem estilo decente
Mesmo sendo um linha dura.
***09***
Que bata forte em quem merece
Em defesa dos oprimidos
Pois sua voz é único abrigo
Dos que precisam de prece.
***10***
Parabéns Celebridade
Por mais este aniversário
Conte ai em seu Rosário
Cinqüenta e cinco anos de idade.

Chaval(Ce), 01 de maio de 2009

POETA: Joaquim da Rocha.

"ANIVERSÁRIO DE 54 ANOS DO RADIALISTA AGOSTINHO ALCÂNTARA - 02.05.2010"

2008 este cordelista tinha asumido mesmo contra sua vontade, um cargo de gestão no municipio de Chaval, estava muito atarefado mesmo, mais resolvi tirar um tempinho a noite e fazer este maravilhoso cordel só porque um imbecil veio me dizer o seguinte: Tai faz poesia para o Agostinho o pagamento é ele te denunciar na rádio. Na hora respondi o seguinte: O Radialista está fazendo o papel dele, se me denunciar algum motivo deve ter. E em seguida fiz este cordel e o enviei e para minha surpresa ele declamou no ar. Bem feito aos idiotas.
*
Meu caro apresentador
Hoje é seu aniversário
Mais um ano que passou
E escrevi no meu diário.
**
Nossos parabéns de coração
Você é merecedor,
Por informar esta nação
De Chavalense trabalhador.
***
Radialista valente
Que respeita seus ouvintes
As terças e quintas no batente
Como bom contribuinte.
****
Cidadão bem informado
Que domina bem a palavra
Está sempre animado
Mais de vez em quando trava.
*****
Ai, sai seu piri poró
Sua marca registrada
Depois, ele solta o gogó,
Não empacando mais em nada.
******
Trabalha dentro da ética
Critica, mais também defende.
O que a turminha patética
Com certeza não entende.
*******
Tem muitas qualidades
Defeitos, e porque não?
Só as celebridades
Desfrutam desta condição.
********
Com tantos predicados
É justa esta homenagem
A este Chavalense dedicado
Com 12 anos de bagagem.
*********
Parabéns nobre radialista
Pelo seu trabalho brilhante
Hoje você é benquista
E para muitos, importante.
**********
Parabéns Cidadão Agostinho
Pela nobreza do seu gesto
Ficando contra o mesquinho
Montando esta FM manifesto.
***********
Parabéns Pai de Família
Sempre dedicado aos seus
Pela sua sublime trilha
É recompensado por Deus.
************
Parabéns pela companhia distinta
Duas vezes por semana
Sempre as terças e quinta
Sentando a pua em quem engana.

Poeta: Joaquim da Rocha.

"ANIVERSÁRIO DE 53 ANOS DO RADIALISTA AGOSTINHO ALCÂNTARA - 02.05.2007"

Ano seguinte, 2007, fiz este cordel, misturado com sextilhas, ficou uma beleza, isto quem dise foi nosso homenageado, sou suspeito para fazer este elogio.
**1**
Este poeta ignorante
Pede a Deus inspiração,
Para homenagear um cidadão
Que presta em Chaval um serviço importante,
Pois com seu microfone na mão
Tornou-se para os Chavalenses, um dedicado irmão.
**2**
Ele usa um linguajar martelante
E vai explicando tudo, Tim-tim por Tim-tim,
Falo do popular radialista Agostin
Nosso ilustre aniversariante.
**3**
São mais de dez anos de cidadania
Informando-o com precisão,
E diminuindo a agonia
Dos que não tem condição,
De denunciar a tirania
De alguma má gestão.
**4**
Não aceita covardia
Com sua voz de plantão,
Pode ser noite ou dia
E não interessa a ocasião,
Todo pedido ele avalia
Dando vez e voz ao cidadão.
**5**
Com dignidade, respeito e alegria
Da voz e vez ao povão,
Só não aceita ironia
Nem falta de Educação,
Já que isto trairia
Seus princípios de Educação.
**6**
Não gosta da bandidagem
Demonstrando isto com gesto,
Tornou-se um profissional indigesto,
E só de sacanagem,
E como forma de protesto,
Pretende continuar um cidadão honesto.
**7**
Brincadeiras à parte
Parabéns radialista,
Você sabe, que falar e arte
Parabéns, e feliz aniversario para você artista.
 
POETA: JOAQUIM DA ROCHA.
Chaval – Ceara.

"ANIVERSÁRIO DE 52 ANOS DO RADIALISTA AGOSTINHO ALCANTARA - 02.05.2006"

Começou assim, em 2006, o Poeta Tadeu Durval me procurou e disse o seguinte: Joaquim, tu gosta tanto do Programa do Agostinho Rapaz, de 02 é o aniversário dele, vamos fazer uma poesia. Respondi o seguinte: Boa idéia Tadeu, faz lá a tua e vou aqui fazer um cordel. Só que esqueci completamente e véspera do dia 02.05.2006, a noite, o Tadeu veio me dizer que já tinha mandado a poesia dele, fiquei um pouco chateado pelo esquecimento, mais a noite, depois das comemorações do dia do trabalho, cheguei em casa e fiz este cordelzinho e enviei a ele por E-MAIL, depois deste, todos os anos faço um cordel no dia do seu aniversário, afinal de contas, este cidadão teve a coragem de meixer em casa de maribondo quando resolveu patrocinar a "PONTAL FM" e o Programa "MOMENTO DA COMUNIDADE", parabens ilustre amigo, primeiro por sua ideia piopneira e inovadora e segundo, por mais um aniversário. TENHO DITO. 

*
Hoje é o aniversario
Do diretor da Radio Pontal
Vou anotar no meu diário
Tornando esta data imortal.
**
Faz programa semanal
Democratizando nossa cidade,
Tornando alguns sonhos, real.
E valorizando a liberdade.
***
Sempre as terças e quintas
Tem Momento da Comunidade
Dando a esta população distinta
Direito à voz da verdade.
****
Muitas vezes é polemico
Abordando assuntos indigestos
Por ser um cidadão autentico
Não compreendem seu gesto.
*****
Mas Deus está do seu lado
Tenho absoluta certeza,
Por este trabalho abençoado
Que para muitos é beleza.
******
Não estou a lamber suas botas
Entenda isto, por favor,
Também não é chacota
É homenagem, seu Doutor.
*******
Aceite esta brincadeira
Neste dia importante
Deste escritor de besteira
Para nosso aniversariante.
********
Seu trabalho voluntário
É estimulante e alegre
Pois ajuda o proletário
E aos errados dar febre.
*********
Peço a Deus mais uma vez
Com minha fé gigante
Para abençoar com sensatez
Nosso ilustre aniversariante.
**********
Para o Jornalista Agostinho
Minha singela homenagem
Que escrevi rapidinho
Não arrumei nem bagagem.

Poeta: Joaquim da Rocha

sábado, 24 de abril de 2010

A partir de hoje, nossas postagens estarão sendo publicadas por algum tempo no blog: poetajrocha.blogspot.com, este blog está de férias para que seus visitantes possam ver as duas últimas postagens por tempo indeterminado, mais continuamos nosso trabalho no outro blog. Obrigado pela visita e atenção de todos, deixem seus comentários, se possível for.

sexta-feira, 23 de abril de 2010

A SAGA CONTINUA. INJUSTIÇADO? QUEM SABE... PERSEGUIDO? TALVEZ... COMPETENTE? SEM SOMBRA DE DÚVIDA.

Além de ter sido afastado de minhas funções de forma irregular, o prefeito Paulo Pacheco, cometeu mais outro crime, reteve de forma dolosa meus proventos, pagando em outubro o mês de agosto e só recebi novamente em fevereiro de 2005, referente a Janeiro, os meses de setembro, outubro e novembro tive que cobrar na justiça do trabalho (DOCUMENTOS ANEXOS).
No dia 11 de Janeiro de 2005, a Dra, Giovana de Melo Araújo, Promotora de Justiça da Comarca de Chaval, pediu para que entregasse pessoalmente o Oficio anexo, ao então Secretario de Saúde Dr. Antonio Silva Machado, como já sabia que ele tinha ordens expressas de não me reintegrar as minhas funções, fiz isto através deste documento anexo, que enviei tambem para as autoridades ai citadas.  

No dia seguinte, recebi este oficio do Secretário de Saúde, locando-me no Posto de Saúde José Filomeno de Moraes ou melhor me colocando de castigo, já que lá não existe nada que um executivo possa fazer.

Por ocasião da entrega deste oficio, o secretário prometeu resolver todas as pendências, inclusive, pagar meus proventos em atrasado. Como isto não aconteceu e ele só ficou dois meses a frente da gestão, mandei um oficio a Secretária atual cobrando e propondo um acordo, como não recebi resposta, fui obrigado a mover uma ação na justiça do trabalho.


Fiquei sem fazer nada no Posto de saúde até junho/2006, quando recebi este oficio da Secretaria Jacqueline de Brito Miranda, me apresentei ao setor pessoal e lá recebi outro oficio do Secretário Romildo, como nem um nem o outro documento diziam nada, resolvi pedir explicações por escrito, foi ai que o Romildo mandou outro oficio me locando no Posto Policial de Chaval, fui ser escrivão de policia, fazer o que? Quem manda, manda...  Até que gostei de trabalhar por lá.



Recebia meus proventos na folha da Secretaria de Saúde, a única quer estava em dias, me pasaram para a Procuradoria com 05 meses em atraso, me aborreci com a situação e depois de tres meses sem receber salários, fui até a Prefeitura reclamar e o Senhor Romildo Secretario de Administração, não soube explicar o motivo do atraso e mandou que procurase a Justiça, fui, cheguei no forum, marquei uma audiencia com Juiz Dr. José Ricardo Costa D'Almeida, que me atendeu muito bem e pediu informações a Prefeitura sobre o atraso. Como os servidores municipais que travalham no forum recebem pela Procuradoria, o juiz confirmou com eles tudo o que havia denunciado e pediu o bloquei das contas da Prefeitura.  Tenho muitas historias de perseguição que presenciei ao longo dos últimos 12 anos, mais vou dar uma paradinha e chegar a atual gestão.
Janeiro de 2009, eu estava de férias, ao retornar ao trabalho no dia 02 de fevereiro, recebi este oficio cheio de erros da Secretaria Fernanda Mualém de M. Mendes. Imediatamente, me apresentei por oficio a Secretaria de Administração (anexos).

O Secretário Manoel Geová R. da Costa, que tambem e Vice-Presidsente do Sindicato dos Servidores Públicos de Chaval, pediu para que eu ficasse asinando o ponto na prefeitura sem fazer nada, mais tinha que ficar de castigo de manhã e a tarde, falta de respeito e dignidade, mais o pior, quando eu chegava para asinar o ponto já tinha falta e só em mim. No dia 14 de fevereiro quando fui receber meus proventos referente a janeiro, tinham reduzido meu salário para R$400,00 (QUATROCENTOS REAIS), menos do Salário Mínimo. E o pior, deram um calote no mês de dezembro e no décimo terceiro salário. (anexo contra cheque de janeiro e oficio para Presidente do Sindicato).

Dia 05 de março, procurei o Presidente do Sindicato para saber o que ele estava fazendo para resolver m eu problema e ele me disse que tinha entregue meu pleito a Procuradoria do Municipio, que estava analisando, mais para minha suspresa em vez de resolverem o problema, o Secretário de Administração, Sr, Geová, me enviou uma portaria me transferindo para o Colegio São Pedro no Distrito de Carneiro. Vejam meus caros leitores, Esta escola não tem nada que um escriturário possa fazer (anexo portaria e oficio de apresentação)
 
FINALIZANDO: Não fiquem pensando que fui o único a ser perseguido pela Administração dos Pachecos, não, foram centenas de servidores, no meu caso sou apenas um previlegiado que dispõe de sabiencia e deste espaço para contar minha verdadeira história. O sindicato que ajudei a fundar, e sou menbro titular do conselho fiscal, serviu de instreumento inverso, em vez de defender meus direitos, o Presidente Romildo e o Vice Geová, me perseguiram e fizeram eu antecipar minha aposentadoria mesmo tendo que perder dinheiro. Não tenho magoa de ninguém, só espero que os me persaeguiram e continuam tentado, sejam protegidas por nosso Pai Celestial, afinal eles não sabem o que fazem. TENHO DITO. 

quinta-feira, 22 de abril de 2010

INJUSTIÇADO? QUEM SABE... PERSEGUIDO? TALVEZ... COMPETENTE? SEM SOMBRA DE DÚVIDA.

Iniciei minha vida pública em Chaval, no mês de março de 1977, quando passei numa prova para a função de "REPRESENTANTE DA PREVIDENCIA SOCIAL", na época o Prefeito de Chaval, Francisco Pereira Filho (Chico Noca), fez de tudo e mais alguma coisa para ajudar a Representação, mais isto não vem ao caso agora.

Reporto-me ao ano de 1985, quando fui contratado pelo regime celetista, na época para gerenciar o Sistema Telefônico Municipal. Meu trabalho, um verdadeiro sucesso, em três meses o sistema saiu de um déficit de 45% na conta, para um superávit de 50%, milagre? não, um bom gerenciamento. Cópia do Contrato abaixo:
De 1985 a 1996, fui convidado e exercer quase todas as funções públicas dentro do municipio, as que aceitei, desempenhei com competência e seriedade. Em 1997, assume a gestão pública de Chaval, o Senhor Paulo Sergio de Almeida Pacheco, sua primeira medida administrativa foi dar um calote nos servidores nos meses de Novembro, dezembro e décimo terceiro salários, com a desculpa de que não devia nada em atraso. Ele pessoa física não, mais a pessoa juridica do Prefeito sim. Vejam contracheques da época.
Como podemos ver neste extrato, na época, o salário bruto de 1.122,95, era mais de 10 salario minimos. Alem de não receber os meses de novembro e dezembro o Senhor Paulo Pacheco tirou a produtividade de todos os servidores do hospital, até ai tudo bem, só que a partir de março ele reduziu meu salario de registrado em carteira. anexo as provas:
Tem muito mais, em 1998 os salários estavam atrasados em 04 meses, aconselhado por amigos, Prefeito Paulo Pacheco resolve colocar a folha em dias, pagou de uma vez outubro e novembro/1998 e de outra vez pagou janeiro / 1999 e o décimo de 1998, dando assim mais um calote no mês de dezembro, em todos os servidores ou quase todos, porque depois alguns andaram recebendo os que foram choramingar a seus pés.  Em 2000, reeleito com seis meses de salários atrasados, mandou fazer a seguinte proposta no Hospital para os servidores, pagar dois meses e os servidores assinarem 04 para ele poder assumir, já que estava em desacordo com Lei de responsabilidade fiscal. Quando soube fiz uma reunião e pedi a todos que não aceitassem, resultado recebemos os meses em atraso e mais uma vez o calote no mês de dezembro. A partir dai, virei alvo de terrorismo psicologico por parte de vagabundos pagos para me vigiar dentro do trabalho. Como prova que os verdadeiros servidores estavam do meu lado em 2002, fui eleito Representante dos Profissionais de Saúde, contra a vontade de muita gente grande(documento anexo).
 
Logo após ser empossado no cargo e eleito Secretario Executivo do Conselho, enviei estes oficios ao Secrtetário de Saúde e Prefeito, que até hoje não responderam e nem tomaram providências, provas são as atuais reivindicações dos servidores da saúde por melhores salários (oficios).

Estes oficios só serviram para aumentar o desejo de perseguição por parte do Executivo Municipal, contra este servidor e em 2004, último ano de mandato de Paulo Pacheco, exatamente no dia 02 de setembro, ele me afastou de minhas funções com ordens verbais, em plena periodo eleitoral, motivo: Minha irmã Lourdes Rocha era candidata a vereadora pela oposição. Dai para frente rasguei o verbo, primeiro mandei este oficio para a Promotora da Época, Dra
 Geovana Melo.

Em seguida, provando que os servidores não estavam concordando com salários atrasados, fiz este abaixo assinado e quase todos assinaram, exeto é claro, aqueles puxa sacos.

VEM AI A SEGUNDA PARTE DESTA SAGA...

terça-feira, 20 de abril de 2010

Servidores do Poder Judiciário do Ceará em estado de greve


A decisão foi tomada durante assembleia geral e em clima de Poder Legislativo, onde tramita projeto do novo Plano de Cargos, Carreiras e Salário que não agrada a categoria.

Os servidores do Poder Judiciário do Ceará decidiram, na manhã desta quarta-feira, 14, que estão em estado de greve e que a partir da próxima segunda-feira vão paralisar as atividades por tempo indeterminado. A decisão foi tomada durante assembleia geral e em clima de Poder Legislativo, onde tramita projeto do novo Plano de Cargos, Carreiras e Salário que não agrada a categoria.

O novo PCCS foi enviado no último dia 5 para o legislativo estadual pelo presidente do TJ, desembargador Ernani Barreira, e tramita nas comissões técnicas. Um dos pontos que gera divergência é a extinção do cargo de oficial de justiça, que muda a nomenclatura sofre redução salarial. (O Povo)

LÁ VAI O BESTA: Estive com um servidor do judiciário de Chaval, Senhor Deusdedit, que confimou a adesão da greve pelos servidores de nosso Municipio, segundo ele, a reivindicação do Plano de Cargos, Carreia e Salário-PCCS é mais do que justa e antiga, tambe acho. Só espero que o Estado não faça com estes nobres trabalhadores do Judiciário o que o Municipio de Chaval fez com os Servidores da Saúde e Dirigentes do Sindicato, por ocasição de uma manifestação pacifica e ordeira em defesa de melhores salários para categoria.

"COMO ESTÁ HOJE A PRAÇA DA MATRIZ OU PRAÇA MONSENHOR CARNEIRO?"

Não sei por quê? Mais ao contrario da Praça Murilo Aguiar, limpinha, bem cuidada (Parabéns), a Praça Monsenhor Carneiro ou Praça da Matriz está tomada pelo mato, em alguns lugares chega a um metro de altura. Até parece, que os atuais administradores de Chaval, que se dizem parentes ou aderentes desta ilustre personalidade que empresta seu nome a praça, inclusive com direito a estatua do busto e tudo, esqueceram o quanto ele foi importante para todos nós e resolveram abandoná-la no meio do descaso. Sem contar que a atual pracinha fica em frente à porta principal e altar mor da Igreja Matriz de Santo Antonio, de onde nosso Padroeiro e católicos presenciam tudo. Só podemos neste caso rezar e apelar às autoridades para que olhem com carinho este patrimônio de nossa historia.




LÁ VAI O BESTA: Todo este descaso e a pessoa que realmente manda neste desgoverno que é a atual Administração Pública de Chaval, ainda tem a desfaçatez de se auto intitular de "O ILUMINADO", quanta blasfêmia.

"PIADA DO DIA NO BLOG DO POETA - DE PORTUGUÊS"

- Comandante Joaquim! Estou a avistar uma tropa que se encaminha diretamente ao nosso forte!
- São amigos ou inimigos, sentinela Manuel?
- Olha, eu acho que são amigos. Vêm todos juntos...

segunda-feira, 19 de abril de 2010

"EM HOMENAGEM AO DIA DO INDIO NO BRASIL"


INDIO...
*
Quando Cabral chegou
Os índios já eram nativos
Ele usou a forca e as escravizou
Sem ética, nem distintivo.
**
Primeiro tomaram suas terras
E não usaram boas maneiras
Foi mesmo na base da guerra
Pois queriam nossa madeira.
***
A farra dos ímpios continuou
O Rei a preço de banana
Pegou a terra dos índios e doou
Para plantadores de cana.
****
O Rei esvaziou suas cadeias
Mandando para cá um covil
Que invadiram as aldeias
E exploraram os donos do Brasil.
*****
Para eles índios não é gente
É bicho que dá no mato
E com essa lógica doente
Até hoje índio paga o pato.
******
Isto foi no ano de 1500
Por conta do atraso da nação
Mas será que estes nojentos
Estão tentando remediar a situação?
*******
Na minha concepção
Índio não tem o que comemorar
Pois continua a discriminação
E encolhendo seu habitar.
********
Índio é gente também
E para Deus nosso irmão
O que é que branco tem?
Que não respeita este cidadão.
*********
A Nação índia está acabando
Devido o tratamento hostil
Com aqueles que deveriam estar mandando
Porque são os verdadeiros donos do Brasil.
**********
Suas reservas são invadidas
Por gangues inescrupulosas
E não tomamos medidas
Contra estas ervas danosas.
***********
Índio não é cidadão
Apesar de já votar
Pois o político espertalhão
Não deixa índio se candidatar.
************
Vamos respeitar esta brava gente
Deste lindo País varonil
Pois tratamos como indigentes
Os legítimos donos do Brasil.

Poeta: Joaquim da Rocha.

"PIADA DO DIA NO BLOG DO POETA - DE PORTUGUÊS"

O português veio para o Brasil deixando na terrinha a sua querida mulher. Anos depois mandou buscá-la. Na noite em que os dois se encontraram, mortos de saudade, começaram a conversar:
- Como é, Maria? Você manteve o pacto de fidelidade que nos fizemos?
- Quero saber, Maria, porque eu cumpri. Eu fui cem por cento com você, Maria. Imagine, aqui, nesta terra quente, cheia de mulatas tão bonitas,
eu fiquei firme, Maria. Às vezes, ficava que já morrer de desespero.
Aí não agüentava. Pegava uma mulata, levava pra casa. Ah, Maria,
quantas vezes isso aconteceu... Aí, na hora agá, Maria, eu me lembrava
de ti e, cheio de lágrimas nos olhos, saia de cima, Maria. E tu,
Maria, como é que foi?
- Bem, Manoel, tu sabes... sair debaixo e muito mais difícil do que sair de cima ...

"AOS 96 ANOS, MORRE LADY LAURA"


Fãs que assistiram ao show do Roberto Carlos em Nova York na noite deste sábado (17) aplaudiram e desejaram força ao cantor após ele receber a notícia da morte da mãe, Lady Laura. Os fãs esperavam o rei na saída do teatro onde aconteceu a apresentação. Cercado por sua equipe, Roberto deixou o local emocionado, acenou para os fãs e entrou no carro. Laura Moreira Braga, 96 anos, conhecida como Lady Laura, morreu neste sábado no Hospital Copa D’ Or, em Copacabana, na Zona Sul do Rio, vítima de infecção pulmonar. O cantor só soube que a mãe havia morrido após o término da apresentação. A notícia foi dada a ele pelo maestro que o acompanha, Eduardo Lages. A notícia foi dada ao cantor logo depois que ele saiu do palco. O maestro revelou que ficou sabendo da morte de Dona Laura no início do show. Durante o show, o público já tinha aplaudido quando Roberto falou da mãe antes de cantar Lady Laura. “Antes de começar o show eu estava preocupado, mas soube do hospital no Brasil que ela está melhorzinha", contou Roberto. Ele seguiu com a música e foi muito aplaudido.
Fonte: Tadeu Nogueira.

domingo, 18 de abril de 2010

" Ciro Gomes: a identidade perdida. "



COMO JÁ havia previsto Pauta Livre, o candidato Ciro Gomes caiu alguns pontos mais nas pesquisas e chega ao ocaso de seu projeto com muito pouco a receber em troca por uma provável desistência de seu partido.
NA MAIS recente, uma Datafolha, já se encontra com índices inferiores aos da senadora Marina Silva – a candidata dos alternativos. A queda é suave, mas constante: de 15%, para apenas 9% em menos de seis meses.

NÃO FOI por falta de exposição na mídia. Dela, recebeu mais espaços do que a candidata dos verdes, por exemplo. Polemista nato, tem dito o que quer e suas declarações não caíram no vazio. Contudo, sua candidatura não vinga.

O QUE acontece com o deputado não é difícil de explicar. Embora sempre se movimente com desenvoltura, ele perdeu um atributo fundamental para a força de uma liderança: Ciro perdeu sua identidade política.

ANTES, ERA um jovem líder, sedutor e audaz, cujo talento conciliava uma retórica calcada na franqueza, e que a muitos transmitia confiança, com um ideário basicamente centrista, de fundo moderado e aspecto protetor.

COM UM discurso ambíguo, mas eficaz, conduzia uma promessa política abrangente: remetia o imaginário do eleitor tanto para a possibilidade de rupturas construtivas quanto para estabilidades confortantes.

COM ELE, iríamos ao céu – e nem seria necessário morrer: seu discurso, pragmático na aparência (apoiado numa borbulhante cascata de índices e números), não escondia o impulso infantil de um “pensamento mágico”.

A RIGOR, afirmava liberdade crítica, mas também um senso mediador, eqüidistante tanto da plutocracia, madrasta do ressentimento popular, quanto do petismo sindical que ainda assustava a classe média.

TUDO ISSO entrou em crise lá atrás, quando Ciro escolheu um lado e castrou sua força retórica em favor de uma participação comprometida com um dos lados. Foi ser ministro, e de expressão secundária, do governo Lula.

ALI, O político não apenas foi cooptado – servir e silenciar – mas abdicou de seu próprio estilo. Pensou, talvez, que, tornando-se confiável a um governo bem aceito, seria igualmente confiável aos que, nas ruas, o apoiavam.

MAS AS coisas não funcionam assim. Pelo menos, não sempre. A identidade política de Ciro Gomes estava tão vinculada a um ímpeto de expressão autêntica que as contradições inevitáveis do poder de certo iriam macular.

CIRO NÃO pode culpar a Lula e PT – terão candidato, é natural. Com seu desempenho, nada pode cobrar do seu partido, se com ele pretende sobreviver. De seus críticos, menos ainda: seus números nos redimem.

O POÇO fundo em que foi enterrado seu projeto presidencial, ele o cavou com a força de seus próprios braços. Não é por acaso que, apesar dos sete anos de dedicação ao “lulismo”, os eleitores fiéis ao projeto não o identificam com ele.

EIS AÍ a eloqüente prova do fracasso de sua manobra: ao anunciar sua desistência, dois em cada três de seus eleitores não votariam na candidata indicada por Lula, mas no adversário – e seu maior desafeto – José Serra.

CIRO: a hora da verdade para uma metamorfose ambulante.

"***********AMAR...***********"

*
Eu quero te amar
De um jeitinho bem diferente
Dar-te amor, sem nada cobrar
Só para ver-te sorrindo contente.
**
Deixa eu te amar
Com a forca de um tufão
Fazendo tudo para alegrar
Este teu sofrido coração.
***
Eu quero te amar
Com candura da inocência
E não deixar de sonhar
Como na adolescência.
****
Deixa eu te amar
Como a castidade da natureza
Sem ciúmes para azarar
Nossa união de pureza.
*****
Eu quero te amar
Respeitando teus ideais
Sem tentar te atrapalhar
Com tratamentos formais.
******
Deixa eu te amar
E te dar meu coração
Ver nosso amor incendiar
Com a forca da paixão.
*******
Eu quero te amar
Sem nenhum preconceito
E a todo instante aproveitar
O que me oferecer com respeito.
********
Deixa eu te amar
E não te importas com nada
Deixe quem quiser falar
Isto é inveja, minha amada.
*********
Eu quero te amar
Num ritmo desesperado
Aproveitando enquanto durar
Este sentimento sagrado.
**********
Deixa eu te amar
Como a beleza da flor
Que vive sem se importar
Com o sofrimento e a dor.
***********
Eu quero te amar
Até mesmo em outra vida
Chegando lá vou te esperar
O amor não morre minha querida.
************
Deixa eu te amar
Pois foi este o ensinamento
De quem deu a vida para nos salvar
Sem reclamar do sofrimento.

Poeta: Joaquim da Rocha.