sábado, 14 de abril de 2012


EX-MOTORISTA DENUNCIA SUPOSTO ESQUEMA DE CORRUPÇÃO ENVOLVENDO EX-PREFEITO ESMERINO ARRUDA


ESMERINO ESTÁ COM AS CONTAS BANCÁRIAS BLOQUEADAS, E VICE QUE ASSUMIU, PODE SER CASSADO A QUALQUER INSTANTE 
Seis dias depois da renúncia de Esmerino Arruda (PSD) à prefeitura de Granja , a Câmara Municipal do município aprovou, em sessão realizada na quarta-feira, dia 11, abertura de processo político-administrativo contra o prefeito em exercício, Hélio Fontenele (PSDB). O próprio Esmerino também enfrenta problemas com denúncia de um ex-motorista dele que está sendo apurada pelo Ministério Público Federal. Hélio Fontenele responde a ações civis públicas na Justiça Federal por supostas irregularidades na aplicação de verbas do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento do Ensino Fundamental e de Valorização do Magistério (Fundef) na construção de poços profundos, na época em que era vice-prefeito. Entre os acusados, encontram-se a mulher de Esmerino e ex-prefeita de Granja, Carmen Salles Arruda, o ex-secretário de obras Francisco Marcelo Carvalho da Silva e uma funcionária pública do município. 
O motorista particular de Esmerino Arruda, Luiz Antonio de Brito, denunciou ao Ministério Público Federal (MPF) um suposto esquema de corrupção que envolve a neta do ex-prefeito, Ana Paula Arruda. De acordo com a denúncia, Esmerino viajava para Fortaleza levando quantidades altas de dinheiro a serem depositadas na conta corrente da neta. Esmerino e familiares tiveram os sigilos bancário e fiscal quebrados pela Justiça. O ex-prefeito teve todas as contas corrente bloqueadas. A renúncia de Esmerino foi entendida pelos vereadores de oposição do município como uma manobra para escapar à cassação. O ex-prefeito de 89 anos, porém, diz que renunciou à prefeitura por apresentar problema grave de saúde, comprovado, segundo ele, por atestado médico. Ele também afirma que a denúncia do ex-motorista foi baseada em uma declaração de imposto de renda encontrada em seu carro, erroneamente atribuída à neta. Esmerino garante que pode comprovar suas fontes de renda ao Judiciário. Até o fechamento da edição, Hélio Fontenele estava indisponível para contato.
Lá vou eu: Curioso como esses prefeitos denunciados nunca estão disponíveis para contato. Parece que os celulares dos mesmos desligam sozinhos quando percebem o cheiro de "mercadoria" no ar. Mas é porque deve ser da Tim o chip deles. Tim é de lascar. O Camocim Online sempre afirmou, desde o início, que a renúncia de Esmerino havia sido uma manobra para fugir de uma iminente cassação. Disso ele fugiu, já seu vice...
Mais uma vez fica provado que a imprensa livre de Camocim, Granja e região, nunca se baseou em informações vazias e sem o mínimo de lastro de verdade. A prova é essa. Novamente os blogs regionais de notícias fizeram a diferença, provando que o povo não está sozinho, e que a sua voz, é a nossa voz, e que suas necessidades ecoam em cada uma das palavras escritas por blogueiros comprometidos com a verdade.  E olha que isso é só a "ponta da vela". Essa denúncia, após vasta repercussão em blogs regionais, virou destaque na edição de hoje do Jornal
O Povo (AQUI). 
Postado por Tadeu Nogueira às 07:20h
Com  informações do Jornal O Povo

Nenhum comentário:

Postar um comentário